Ana era uma agitação só. Vivia nas noites da cidade, adorava luzes piscantes e muita gente num lugar só.
"Curtindo a vida", esse era o sobrenome dela.

Pedro era super ativo. Entretanto, ele preferia reunir-se com os amigos pra conversar, assistir um filme em casa, jogar algum jogo de tabuleiro ou simplesmente ter seus momentos de nostalgia lembrando coisas da infância. Ele prezava muito os amigos que tinha.

Ana nunca entendia como o Pedro conseguia ser feliz assim. Aliás, ninguém entendia o Pedro.
Certo dia eles conversavam pelo msn:

** Aneenha ** se preparando para o FDS diz:
oie menino!!
vc ta taum diferente! aconteceu alguma coisa?


Pedro diz:
Oi Ana. Eu estou ótimo graças a Deus!
Não ando diferente.
Eu apenas tenho procurado ser eu mesmo.


Ana ficou com uma interrogação na mente mas não falou mais nada a partir daí.

E mais um final de semana passou.
Ana bebeu, viu os "amigos", beijou muito, dançou a noite toda, acordou numa ressaca... Se divertiu à seu modo;
Pedro riu, dormiu contente, acordou feliz, viu os amigos denovo, foi à igreja... E continuou a vida feliz que tinha.

Simples.

* Ouvindo: Cooly's Hot Box - It's Alright [4:31]

11 comentários:

Dands disse...

Quando Ana e Pedro chegarem a vida adulta terão certeza de que a fórmula para a felicidade é puramente individual, e qualquer julgamento de ambos os lados é tolice.

!oRDaN disse...

Bingo!

Thiago Paiva :: disse...

show, as pessoas devem se divertir ao seu modo individual msm..seguir modismos e padroes da sociedade eh o q faz agente chegar ao final da vida e ver q nos fomos infelizes por n fazer aquilo q tivemos vontade..

raphaelrdias disse...

Moral da história:
Keep yourself clean

=***

VT disse...

Uma vez li uma frase que dizia: "Seja você mesmo, não tenha medo de morrer sozinho". Sermos nós mesmos é estarmos afastados dessa multidão que está sendo cada dia mais padronizada, tornando-se máquinas onde o "sentir" já não é a grande sacada.
Cada um vive do seu modo, seguindo modismos ou não. Sendo mais um, ou não. Perdendo a chance de ser feliz, ou não.

ninha disse...

historia linda. tow ateh chorando... mais emocionante que o jogo de baseball hauihsuhauhsuha. =p

Anônimo disse...

cara agente se diverte do jeito q dá
claro e evidente sempre tendo responsabilidade e juizo
hauhauhauhuahuuahau

Izadora disse...

que fofoooooo
adoro essa simplicidade ;)
gostei do blog
;***

Mythus disse...

Parabéns pelo post! Virando contista, heim?! Muito bom isso!

Só fiquei curioso como Pedro e Ana se encontraram no MSN. :^)

clarissa francesinha disse...

Puxa! cada qual com seu estilo,mas ambos podem sorrir e serem felizes.Isso é o caminho.
mas eu me identifico com o Pedro.
hehehehehe
Ser feliz
aprendiz
quer buscar...

Antonio disse...

essa estoria me lembra algo...

Copyright 2010 Okazi
Lunax Free Premium Blogger™ template by Introblogger